sábado, 15 de agosto de 2015

Perfumes com Hediona - Perfumes que elas gostam nos homens - Perfumes Importados

Perfumes com Hediona - Perfumes que elas gostam nos homens - Perfumes Importados

Perfumes com Hediona - Perfumes que elas gostam nos homens - Perfumes Importados


Perfumes com Hediona - Perfumes que elas gostam nos homens - Perfumes Importados


Há uma substância que conquista as mulheres: a hediona, que está presente em vários perfumes. A hediona mexe com o sistema límbico e com o hipotálamo, ligado às respostas sexuais.
Há uma substância que atrai as mulheres: a hediona. Os cientistas descobriram que esta substância ativa a parte do cérebro responsável pela libertação de hormonas sexuais femininas. Está presente em perfumes como First, de Van Cleef & Arpels; Chamade da Guerlain; Chanel no. 19; L’Eau d’Issey de Issey Miyake, Angel de Thierry Mugler, Blush de Marc Jocobs, Paco de Paco Rabane, CKOne e Eau Savage de Christian Dior. A notícia é dada pelo Telegraph.
O papel das feromonas na atração é uma questão debatida na comunidade científica há muito tempo. Mas uma coisa é certa: a essência da hediona gera “padrões de ativação específicos do sexo” nos tecidos nasais ligados ao cérebro.
Esse químico tem origem num composto orgânico chamado jasmonato de metileno, responsável pela germinação, crescimento, florescimento e desenvolvimento de frutos. Estes dados foram descobertos em 1957 e a Dior foi a primeira marca a utilizar esse composto nos perfumes de homem.
Os cientistas decidiram observar os efeitos no cérebro feminino enquanto cheiravam hediona. Conclusão: as áreas ligadas ao sistema límbico ativaram muito mais do que quando as mulheres cheiraram álcool fenetílico (também usado nos perfumes comuns). E também mexeu com o hipotálamo, a parte do cérebro que promove respostas sexuais.
O próximo passo, segundo o investigador alemão Hanns Hatt, é descobrir que partes do corpo reagem aos estímulos sexuais da hediona e como é que esse composto afeta os comportamentos psicológicos dos indivíduos.